A Serra 2017-06-09T15:15:46-03:00

A CANASTRA E O QUEIJO

Quem aprecia um bom queijo sabe. A fabricação de queijos artesanais é uma arte. Não é à toa que a dupla queijo e vinho estão presentes no mundo inteiro e são valorizados em diversos países desenvolvidos. Lá, queijo e vinho de qualidade tem status de produtos de luxo. Aqui no Brasil estes produtos também são tradicionais, mas foi há poucos anos que eles começaram a se desenvolver em busca de um padrão de qualidade internacional. O estado brasileiro mais famoso e tradicional pela fabricação de queijos é Minas Gerais. O estado tem uma história centenária na produção do produto que está ligada a própria identidade do estado. Dentre as regiões de Minas produtoras de queijo artesanal, com certeza a Canastra é a mais conhecida. Esta fama ultrapassa as fronteiras do Estado e, com justiça, existe razão no fato.

O VERDADEIRO

O VERDADEIRO CANASTRA

Além de se produzir um queijo diferenciado, de sabor característico, esta região ainda possui belezas naturais já relatadas por antigos naturalistas que por aqui andaram nos séculos anteriores. Consenso nacional, o queijo Canastra é o mais famoso do Brasil. Mas esta fama toda se justifica? Se você já experimentou um verdadeiro Canastra, sua resposta vai ser SIM. Infelizmente em função desta fama existem muitas falsificações. É verdade. É provável que você tenha vivido sua vida inteira sem nunca ter experimentado um verdadeiro queijo Canastra, vindo da Serra que dá nome ao queijo. Produzido há mais de duzentos anos, ele é primo distante do queijo da Serra da Estrela, de Portugal, trazido pelos imigrantes da época do Ciclo do Ouro. As Indicações Geográficas (IGs), tal como clima, altitude, pastos nativos e as águas da Canastra dão a esse queijo um sabor único: acentuado, amanteigado, meio picante, denso e encorpado.

SEGREDOS

SEGREDOS GUARDADOS

Porém, a habilidade do queijeiro é fundamental para a fabricação de um queijo de qualidade. Sem as habilidades do produtor, de nada adiantam cuidados com a escolha do leite, da água, das instalações e dos fermentos lácteos. Com pequenas diferenças, tratadas como “segredos bem guardados”, cada fazenda produtora de queijo artesanal busca dar uma especificidade ao seu produto. A produção dos melhores queijos artesanais é feita de modo tradicional e em pequenas quantidades. Em 2013, o queijo Canastra ganhou autorização para ser vendido fora de Minas Gerais, desde que os produtores tenham um selo atestando a qualidade da produção do Instituto Mineiro de Agropecuária e do Sistema Brasileiro de Inspeção (Sisbi). Em maio de 2008 o queijo canastra se tornou patrimônio cultural imaterial brasileiro.

CONHEÇA O QUEIJO DON’ANTÔNIA